Telefone Oncovida (83)2107.2222 / 2107.2226

Radiocirurgia trata tumores cerebrais sem cortes, anestesia nem internação

Radiocirurgia trata tumores cerebrais sem cortes, anestesia nem internação


         A radiocirurgia é uma técnica que utiliza feixes de radiação em dose única para tratar tumores e malformações arteriovenosas cerebrais, sem necessidade de cortes, anestesia ou internação hospitalar. Nessa modalidade de tratamento, os feixes de radiação são precisamente direcionados ao tumor, chegando a lugares muitas vezes inatingíveis pela cirurgia convencional, tornando o procedimento mais vantajoso.

         A incidência de tumores cerebrais é variada e eles são classificados em doenças malignas e benignas. Entre os malignos, as maiores incidências são, nesta ordem, as metástases cerebrais oriundas do câncer de pulmão, mama, melanoma e rim. Já entre os benignos, meningeomas e neurinomas do acústico são os casos mais comuns. A radiocirurgia pode ser utilizada para tratar esses tumores, a depender da avaliação específica de cada caso. Outra indicação importante dessa técnica é a irradiação do locus cirurgico após a ressecção de alguma metástase cerebral por cirurgia convencional, com o objetivo de diminuir as chances de recorrência do tumor.

         Antes de ser submetido à radiocirurgia, o paciente deve passar por exames de alta precisão, para delinear o alvo a ser atingido pelo tratamento. A dose de radiação pode variar conforme a localização do tumor. Considerado rápido, o procedimento dura poucos minutos, e o paciente é liberado no mesmo dia para voltar para casa e retomar suas atividades cotidianas. O acompanhamento posterior à radiocirurgia é feito por meio de consultas ambulatoriais periódicas e exames radiológicos de controle.